Teorias da Comunicação

A comunicação passou por várias etapas ao longo da História, adaptando, moldando e recriando suas percepções perante o desenvolvimento humano e tecnológico até chegar às redes sociais e toda a sua esfera de significações. Os conceitos que permearam a comunicação foram estudados com base em quem participa e o que está envolvido no processo dinâmico. Modelos comunicacionais foram debatidos e recriados para a realidade de hoje. Cada episódio da comunicação foi trabalhado e seu reflexo na sociedade, além dos novos paradigmas imersos na complexa pós-modernidade. A aplicação desses conceitos é muito importante na futura área profissional. É necessário conhecer os parâmetros de toda a realidade virtual para compreender o público e ser um comunicador estratégico, efetivando seus objetivos.

Esses conceitos foram trabalhados na disciplina de Teorias da Comunicação (Prof. Cynthia Enoque).

Antropologia Cultural

Na disciplina Antropologia Cultural (Prof. Jaqueline Morelo), estudou-se como um antropólogo analisa o seu objeto de estudo, quais as técnicas, modos e metodologias pertinentes para conseguir entender determinado grupo/tribo. Isso para que o grupo pudesse entender como se realiza um exercício etnográfico.

A observação foi realizada durante um mês num clima de exercício etnográfico. Os integrantes do grupo criaram perguntas e fizeram reflexões sobre a comunidade Rock ‘n’ Roll (Orkut), além de estratégias para conseguir responder o problema definido. As interações dos atores foram estudadas com base no problema elaborado pelo grupo que visa descobrir qual é a verdadeira identidade do público que gosta do estilo musical rock/metal em meio de tanto preconceito e polêmicas na sociedade e na mídia.

Plataforma Writeboard

Durante todo o desenvolvimento do trabalho, o Writeboard foi usado como plataforma para uma escrita coletiva para as disciplinas de Teorias da Comunicação e Antropologia Cultural. Ao longo do semestre, realizou-se dois textos.

 

 

Cada integrante do grupo registrou suas partes do trabalho, fundamentadas em teóricos, livros, artigos científicos, pesquisas e análises.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS