Ética e a Polêmica do Rock in Rio

No evento Rock in Rio, para aqueles que foram realmente ver e ouvir rock, se irritaram com a performance da cantora Claudia Leite, que recebeu vaias ao cantar a música “Corda do Caranguejo”, e recebeu também a revolta dos roqueiros em seu show. Assim, como resposta, a cantora fez declarações em seu blog e twitter defendendo seu show: “Sim! Sou uma cantora de AXÉ do Rock in Rio com muito orgulho”. E também criticando os artistas internacionais: “Artistas internacionais vêm pra cá, mostram a b…, atrasam-se por duas horas porque estão dando uma festinha no camarim, não conseguem conciliar a respiração com o canto, não preparam espetáculos para o nosso povo, desafinam, enfim, pouco se importam conosco, querem beijar na boca, ir á praia e tomar nossa cachaça, e nós, que pagamos caro para assistir aos seus ‘espetáculos’ em nossa terra, aplaudimos tudo isso”.

Nessa declaração, apesar de não citar nomes, refere-se á cantora Rihanna, que bebeu caipirinha na praia de Ipanema e se atrasou por quase duas horas para se apresentar no Rock in Rio. Além disso, ela afirmou que não curtir música de axé é comum no dia a dia, porém o que não é normal é curtir Metallica e conhecer Jonh Coltrane e, por causa disso, se achar superior.

Tal declaração da cantora Claudia Leite, lesa:

  • O artigo 5°, inciso V da Constituição da República de 1988, pois ela excede a sua liberdade de expressão, ofendendo os artistas internacionais;
  • O artigo 5°, inciso X da Constituição da República de 1988, pois viola a imagem atributo dos artistas internacionais, pois os difama em redes sociais, tornando pública sua declaração ofendendo os valores atribuídos á esses artistas pelo público do Rock in Rio;
Anúncios